Diálogos com o Jornalista Rubens Valente

Na Manhã do dia 21 de junho de 2017 no Auditório Joaquim Nabuco, da Faculdade de Direito da Universidade de Brasília, ocorreu a imperdível palestra do autor e jornalista da Folha de São Paulo, RUBENS VALENTE, com o tema “Direitos Indígenas e Jornalismo”, seguida do lançamento do Livro no âmbito da UnB, “Os fuzis e as flechas”, de autoria do Palestrante, evento este promovido pelos professores e estudantes de Direito que fazem parte do Projeto Habeas Liber. RUBENS, com propriedade e profundidade discorreu sobre sua pesquisa e fez um balanço geral das etnias indígenas e acontecimentos históricos envolvendo o antigo Serviço de Proteção ao Índio – SPI e também a FUNAI. Discorreu sobre surpreendentes fatos históricos no Brasil envolvendo construção de estradas e o contato entre índios e não-índios, mostrando a face cruel da morte de grupos indígenas, o extermínio de algumas etnias e a política governamental do período militar, o papel dos indigenistas, sertanistas e missionários, e o quadro atual dos direitos indígenas no Brasil. Mostrou em sua didática palestra porque o livro “fuzis e as flechas” é uma verdadeira saga, romanceada e contada pela pena do escritor atento, talentoso e detalhista, que fez entrevistas com alguns personagens de diversos episódios reproduzidos de forma interessante, documentada e objetiva. Durante a sua fala o autor levantou questionamentos jurídicos como o genocídio e outros temas de direitos indígenas, respondendo a perguntas dos presentes. A palestra foi um sucesso total, tendo na ocasião o Ilustre Diretor da Faculdade de Direito da UnB, Prof. Mamede Said, que prestigiou o Evento, feito comentários precisos e elogiosos sobre o assunto e sobre o escritor e obra, informado que a UnB em breve poderá ter cota para índios visando ao ingresso no Curso de Direito.

“Os fuzis e as flechas é uma investigação jornalística que descreve centenas de mortes de indígenas durante a ditadura militar no Brasil (1964/1985)… Rico na reconstituição de episódios desconhecidos, o livro traz detalhes dos massacres executados por índios em reação a invasões de seu território e ainda descreve o orwelliano sistema de espionagem implantado pelos militares para acompanhar o cotidiano de aldeias, líderes indígenas e missionários” (Do livro “Os fuzis e as flechas – histórias de sangue e resistência indígena na Ditadura”).

Eis algumas fotos do Evento:

 

IMG-20170621-WA0043

IMG-20170621-WA0028

IMG-20170621-WA0040

IMG-20170621-WA0042

IMG-20170621-WA0045

IMG-20170621-WA0061IMG-20170621-WA0060

IMG-20170621-WA0059

20170621_104612IMG-20170621-WA0040